top of page

O que fazer quando a criança não quer comer?



Quando a criança não quer comer, é natural que os pais ou responsáveis fiquem preocupados, o problema é que essa preocupação pode fazer com que eles tomem decisões equivocadas, que, na verdade, agravam o problema.

Se o seu filho está recusando os alimentos, primeiro é preciso entender o que pode estar causando isso. Existe a possibilidade de serem questões físicas ou psicológicas.

 

Como o emocional pode estar afetando a alimentação do seu filho?

 

Quando os pais precisam lidar com uma criança sem querer comer, primeiro devem verificar se existe algum motivo emocional - Ansiedade, Tristeza, Raiva e Insegurança - para isso. Ela está se descobrindo enquanto pessoa, conhecendo o mundo, desenvolvendo a sua própria personalidade. Esses e outros fatores trazem impactos emocionais que podem refletir no apetite e na relação com os alimentos.

 

Agora, se o seu filho não quer comer e não está passando por nenhum problema emocional, é interessante considerar possíveis questões de saúde. Algumas condições físicas afetam o apetite e causam a recusa alimentar.

 

Como eu posso ajudar a melhorar a alimentação do meu filho?

 

Existe algumas estratégias simples que pode te ajudar a contornar esse problema e fazer com que seu filho se alimente melhor, algumas delas são:

 

1.     Observe se a criança tem comido outros alimentos - talvez o seu filho não queira comer porque simplesmente não está com fome, então fique atento, veja se ele não tem feito lanches muito perto das refeições principais, ou se está ingerindo líquidos em excesso.

 

2.     Restrinja o acesso dos pequenos aos alimentos  - se a criança tiver liberdade para comer aquilo que quiser é muito provável que ela não sinta fome hora das principais refeições. Então, controle melhor o que ele vem comendo.

 

3.     Torne a alimentação mais “divertida” – se seu filho não quer comer, pode ser que as refeições não sejam atrativas para ele. Então prepare pratos coloridos, invista em utensílios especiais, crie formas com os alimentos que chamem a atenção dos pequenos.

 

4.      Evitar as distrações na hora de comer - o ideal é que a criança crie uma relação saudável com os alimentos, só será assim será possível que ela preste atenção na hora de comer. É interessante evitar distrações, como celular e televisão, para apreciar da melhor forma os sabores.

 

Por que é importante não obrigar a criança a comer o que não gosta?

 

Quando a criança afirma que não gosta de alguma coisa, a melhor alternativa é buscar novas formas de preparo e apresentação para que ela tenha opções. Porém, se de fato não agradar o paladar, faça substituições.


Conseguimos oferecer os nutrientes essenciais trocando um alimento por outro. Caso você tenha dúvidas, você pode consultar um nutricionista. O mais importante é não obrigar para que a criança não desenvolva uma recusa cada vez maior, o que pode fazer com que ela tenha aversão pela refeição como um todo.

 

Aqui no CERNE você encontra uma estrutura completa e os melhores especialista para te ajudar. Entre em contato e agende sua avaliação!

 

Sobre o Centro de Excelência em Recuperação Neurológica (CERNE)

Fundado no ano de 2016 por Canrobert Krueger e Mariana de Carvalho, a clínica é referência no atendimento a pacientes com danos neurológicos. O CERNE possui equipe especializada em diversas áreas, como: Fisioterapia, Fonoaudiologia, Musicoterapia, Neuromodulação e Terapia Ocupacional. O diferencial da clínica está nos métodos de tratamento avançados, como Theratogs, PediaSuit, Bobath, Integração Sensorial, Contensão Induzida, ABA, DENVER, além da chegada do primeiro tratamento através da Neuromodulação ao sul do país. Para mais informações, acesse o site www.clinicacerne.con.br ou as redes sociais Facebook https://www.facebook.com/cerneoficial e Instagram https://www.instagram.com/cerne.oficial/ 

 

 

 

コメント


bottom of page